Mais 4 mortes por covid na região

  • Os óbitos ocorreram em Indaiatuba e Salto;
  • Veja situação da pandemia na região e o avanço da vacinação

Novas mortes pelo coronavírus em Salto e Indaiatuba

Foram registradas mais 4 mortes por covid na área de cobertura da Revista Regional nesta terça-feira, 31 de agosto, sendo 2 em Indaiatuba e 2 em Salto.

Em Indaiatuba, segundo a Secretaria de Saúde, as vítimas tinham 57 e 69 anos. Nas 24 horas, a cidade registrou 36 novos casos da doença e há 6 suspeitos. Desde o início da pandemia, 30.909 pessoas contraíram o coronavírus em Indaiatuba. Dessas, 770 morreram e 30.119 são consideradas curadas ou estão em recuperação domiciliar. Os leitos clínicos estão com 27% de ocupação no Haoc e 38% no Hospital Santa Ignês. Já as UTIs têm 58% de leitos ocupados no Haoc e 36% no Santa Ignês.

Salto teve 2 novas mortes por covid confirmadas nesta terça-feira, 31: um homem de 68 anos e um mulher de 84. Segundo a Prefeitura, foram diagnosticados 110 contaminados e há 58 suspeitos. Com isso, a cidade totaliza 13.303 casos confirmados desde o início da crise sanitária, 417 mortos e 12.886 recuperados. Na rede pública, a UTI está com 67% de ocupação e a Enfermaria, 17%. Na Unimed, a taxa de ocupação está em 17% na UTI e 22% na Enfermaria.

Itu não teve mortes por covid confirmadas nesta terça, 31. A Secretaria Municipal de Saúde informou que foram registrados 7 novos infectados e 8 estão em análise. Itu soma 21.033 casos confirmados, 528 óbitos e 20.412 recuperados.  A UTI do Hospital de Campanha segue vazia e a Enfermaria tem 13% de leitos ocupados. Na Santa Casa, os leitos intensivos estão 23% ocupados.

VACINA SIM!

Acompanhe os números de vacinados contra a covid na região, conforme levantamento feito pela Revista Regional.

– Indaiatuba: 189.709 foram vacinados com a primeira dose e 104.154 com dose única ou segunda dose;

– Itu: 128.787 receberam a primeira dose, 55.458, a segunda, e 5.159, dose única;

– Salto: 91.771 pessoas receberam a primeira dose e 39.618, a segunda ou dose única.

 

foto: BIRF