Em colapso, Salto tem mais 12 mortes por covid e 8 suspeitas

Covid faz mais vítimas em Salto e Itu

  • Salto teve recorde diário de mortes pela doença;
  • Foram 12 óbitos confirmados nesta quarta-feira, 24 de março;
  • Ainda há outros 8 suspeitos à espera de laudo;
  • Único hospital público de Salto está em colapso, sem vagas de Enfermaria e de UTI para covid;
  • Itu registra mais 4 mortes pela doença em 24h e ultrapassa marca de 10 mil infectados;
  • Indaiatuba continua em colapso, com todos os leitos de UTI ocupados

 

Salto vive o pior momento da pandemia, sem vagas na rede pública hospitalar e com número diário recorde de mortes. O único hospital público da cidade, o Nossa Senhora do Monte Serrat, está com 100% de ocupação em seus leitos de Enfermaria e também de UTI para covid. Nesta quarta-feira, 24, o município teve um recorde de registro de óbitos pela doença. Foram 12 vítimas, além de 8 mortes suspeitas que esperam laudo para confirmação.

Segundo a Prefeitura de Salto, alguns dos óbitos confirmados nesta quarta-feira ocorreram em outras datas e eram dados como suspeitos, porém o registro diário foi o maior já registrado na pandemia. As vítimas tinham entre 51 e 89 anos e eram de ambos os sexos.

Também foram diagnosticados 29 novos casos de covid, mas o número pode ser bem maior, já que Salto possui um recorde de suspeitos esperando resultados de exames: 1.450. O governo saltense, desde que assumiu em janeiro, alega que a culpa pela demora no resultado dos testes de covid é do laboratório responsável, em Sorocaba, que estaria com grande demanda. Porém, o mesmo não ocorre em Itu, que tem apenas 47 pacientes aguardando resultados de exames.

Salto soma 6.349 infectados desde o início da pandemia, com 167 mortos e 6.144 recuperados. Há 37 pacientes positivos para covid internados, sendo 12 em UTI. Entre os suspeitos, 14 estão internados, 1 em UTI e 587 em isolamento domiciliar. O Hospital Municipal continua sem vagas tanto na Enfermaria como na UTI. Não há informação sobre a taxa de ocupação da rede privada.

A Prefeitura de Salto foi questionada mais uma vez, mas não informou sobre a fila de espera por vagas de UTI para pacientes com covid. Ao contrário de Itu e Indaiatuba, que criaram novas vagas hospitalares durante esta semana, o governo saltense não instalou novos leitos por conta do agravamento da pandemia. A reportagem também quis saber da administração municipal sobre essa possibilidade, mas não obteve resposta.

Além de recorde de mortes e falta de vagas nos hospitais, Salto ainda enfrenta a lentidão da vacinação. Enquanto Itu e Indaiatuba começarão a vacinar os idosos com 69 anos ainda esta semana, Salto está convocando somente agora, nesta quinta-feira, dia 25, os que têm 72 anos. Questionada, a Prefeitura informou que seguirá determinação do governo do Estado e, na próxima semana, atenderá a faixa etária acima dos 69 anos. Porém, o próprio governo do Estado antecipou a vacinação de idosos entre 69 e 71 anos para esta sexta-feira, 26. O anúncio foi feito pelo governador João Doria na quarta-feira, 24.

MAIS 4 MORTES EM ITU

A Secretaria Municipal de Saúde informou que Itu registrou mais 4 mortes por covid nesta quarta-feira, 24. Os pacientes, de ambos os sexos, tinham entre 57 e 72 anos e estavam internados em hospitais locais. A cidade confirmou mais 87 infectados pelo coronavírus nesta quarta-feira e atingiu a marca de 10.064 casos desde o começo da epidemia, com 216 óbitos e 9.329 recuperados. Há 47 suspeitos aguardando resultados de exames, 47 pacientes internados em leitos clínicos e 29 em UTI.

No Hospital de Campanha, a UTI permanece lotada. Já no Hospital Municipal, a ocupação está em 87% e na Santa Casa, em 82%. A situação das Enfermarias é de 62% de taxa de ocupação no Hospital Municipal, 84% no Hospital de Campanha e vazia na Santa Casa.

Indaiatuba não teve mortes confirmadas nesta quarta, 24, e registrou 72 novos contaminados, mas há 842 suspeitos esperando resultados de exames. Desde o início da pandemia, 16.416 pessoas contraíram a doença no município, 400 morreram e 15.929 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar.

Há 115 internados, dos quais 87 estão confirmados para covid-19. Do total, 74 estão em leitos clínicos e 41 em UTI. A situação dos hospitais permanece em colapso, com as UTIs lotadas no Haoc e no Santa Ignês, assim como os leitos extras contratados em hospital de Artur Nogueira. Já os leitos clínicos estão com 90% de ocupação no Haoc e 91% no Santa Ignês.

VACINA SIM!

A vacinação segue lenta em Itu e Salto e vê avanço em Indaiatuba, que atingiu 21.719 pessoas vacinadas com a primeira dose, ante 13,3 mil em Itu e apenas 7,9 mil em Salto. Os números de vacinados até esta quarta-feira, 24 de março, são:

– Indaiatuba: 21.719 pessoas com a primeira dose e 6.223 com a segunda;

– Itu: 13.339 receberam a primeira dose e 4.440, a segunda;

– Salto: 7.915 tiveram a primeira dose aplicada e 3.408, a segunda.

 

foto: BIRF