Museu de Salto apresenta ações virtuais

Museu da Cidade de Salto passa a ter ações virtuais durante a pandemia

A instituição, que começa a se preparar para a comemoração de três décadas em 2021, propõe novas possibilidades de encontro com o público na pandemia e expõe acervo ao público de todo o país

O Museu da Cidade de Salto, instituição que salvaguarda a história e a memória da criação do município, está desenvolvendo uma série de ações virtuais durante este período da pandemia, em que o setor está fechado para visitação.

Criado em 1991, o museu promove a manutenção histórica do acervo que conta com mais de 30 mil peças e se fortalece por meio de quatro pilares essenciais: gestão, criatividade, preservação e sustentabilidade – eixos que garantem e atestam a qualidade institucional reconhecida estadualmente pelo Cadastro Estadual de Museus (CEM/SISEM-SP) e nacionalmente pelo Cadastro Nacional de Museus (IBRAM).

Atualmente, por conta da pandemia, o setor cultural sofreu um abalo sistêmico e provocou uma onda de ações para contemplar o público – que não deixou de se aproximar dos polos de cultura e educação do município. Museus, teatros, bibliotecas e academias passaram a encarar uma nova realidade: as portas fechadas. Consumir entretenimento e adquirir conhecimento passou a ser uma tarefa desafiadora para artistas, produtores e gestores, que – muito rapidamente – reprogramaram todas as atividades para atender às demandas da comunidade, mesmo em condições de isolamento social.

Para inaugurar este novo momento, o Museu da Cidade de Salto passou inicialmente por um período de readaptação e reformulação de todo o conteúdo para versões ainda mais dinâmicas e virtuais, onde – a partir de agora – os acessos gratuitos poderão acontecer de maneira remota e ilimitada em qualquer lugar do mundo. Entre as atividades que passaram a integrar a rotina do museu constam:

– Reforma da Reserva Técnica, que contemplou todos os setores essenciais de salvaguarda da instituição e visou, acima de tudo, uma limpeza integral e minuciosa de todas as peças do acervo de maneira individual, seguido de novo plano de acondicionamento mais apropriado. Este primeiro movimento gerou a ampliação da Digitalização do Acervo, contando com novas coleções digitais preciosas como o caso da hemeroteca do artista Anselmo Duarte, com quase 1.800 recortes importantes de sua carreira; ou mesmo o acervo de artes plásticas, também completamente digitalizado. Essas ações vão ao encontro da qualificação dos serviços prestados pelo Departamento de Pesquisas, que já atendeu a milhares de pessoas nos últimos anos e agora oferecerá ao público a possibilidade de consultar registros históricos também de maneira remota e gratuita.

Com a equipe do Educativo, o museu se debruçou sobre a criação de novas ações formativas virtuais com grupos escolares e núcleos de aprendizagem para que alunos da rede pública e particular de ensino fundamental e médio, pudessem ter acesso a Encontros Temáticos Virtuais, com palestras, workshops e debates que centralizam temas como herança e identidade e Projetos Pedagógicos em Educação Museal, por meio de iniciativas como o Cartas ao Futuro, onde alunos expressam sua visão de mundo para os próximos cem anos. Nestes casos, se trabalha os conceitos de pertencimento histórico e formação museal, onde operam com clareza a contundência a educação e cultura – essenciais ao desenvolvimento cognitivo do ser humano.

Todos esses materiais e solicitações de parceria institucional podem ser acessados através dos endereços eletrônicos a seguir: arquivomuseusalto@gmail.com ou educativomuseusalto@gmail.com e também pelo telefone (11) 4029-3473. Se você tem dúvidas ou quer levar seu grupo para uma visita virtual, a equipe do museu estará à disposição de segunda a sexta-feira sempre das 8h às 17h.

MAIS:

Ações Virtuais do Museu da Cidade de Salto

Departamento de Pesquisas: arquivomuseusalto@gmail.com

Departamento do Educativo: educativomuseusalto@gmail.com

Segunda a sexta-feira das 8h às 17h

Tel.: (11) 4029-3473

Foto: Arquivo