Inaugurado o Centro Ituano de Letras e Artes

Novo espaço de artes funciona na Praça Conde de Parnaíba, na região central de Itu, e abrigará as bibliotecas municipais, entre outros projetos culturais

Bibliotecas funcionarão no local (foto: Juca Ferreira/Pref. Itu)

O Centro Ituano de Letras e Artes (Cila), localizado na Praça Conde de Parnaíba, Centro, foi entregue à população na última segunda-feira, 18 de abril. A cerimônia contou com a presença do prefeito Guilherme Gazzola, que destacou a importância da cultura. “Esse ambiente nada mais é do que o respirar cultura”, comentou ao parabenizar todos os envolvidos por transformarem o local que já abrigou serviços de saúde, a Apae e a antiga funerária municipal, num espaço que, hoje, planta a memória e a vida de Itu.

O Cila tem o intuito de ser um espaço agregador de diversas linguagens culturais, junto à biblioteca “Professor Olavo Valente de Almeida”, que passa a funcionar no local, onde também serão oferecidos cursos, palestras, contações de histórias, entre muitas outras atividades para aproximar crianças, jovens e adultos das artes e da literatura.

Autoridades municipais durante a inauguração (foto: Juca Ferreira/Pref. Itu)

O espaço conta com acessibilidade, internet, ambiente seguro e climatizado, onde estão os acervos das bibliotecas, as coleções especiais, hemerotecas e arquivos. Será, segundo a Prefeitura, um ponto de encontro entre as escolas, universidades e museus para alcançar um público amplo e diverso. A secretária municipal de Cultura e do Patrimônio Histórico, Maitê Velho, agradeceu ao prefeito Guilherme Gazzola pela ousadia em transformar um patrimônio que estava em situação deplorável em um ponto de cultura.

“O novo equipamento trará uma proposta atemporal, onde o passado e futuro se encontram nos livros, nos quadrinhos, nos discos, pen drives, nuvens, na escrita a mão e no teclado do computador, nos debates, nas rodas de conversa, no design thinking e em processos inovadores que utilizam da história e da tecnologia para caminharem juntos. Mais do que um lugar de guardar histórias, o Cila quer construir histórias baseado nos saberes e nas experiências das pessoas”.

Também prestigiaram a cerimônia, entre outras autoridades, o vice-prefeito, Luciano Alves Ribeiro, a vereadora Célia Regina Pires de Camargo Rocha, que representou o presidente do Legislativo Ituano, Manoel Monteiro Gomes, secretários e diretores municipais.

Vale lembrar que para quem quiser usar as bibliotecas municipais ituanas, para se associar basta levar uma foto 3×4, um comprovante de endereço e documento com foto, sem custo algum. Cada pessoa pode levar até dois exemplares do acervo por vez, entre livros, histórias em quadrinhos (mangás e gibis) ou revistas e permanecer com eles 15 dias, podendo ser renovado pessoalmente ou por telefone.

Como parte da solenidade de inauguração do Cila houve apresentação do pianista Ricardo Diniz – peça de Villa-Lobos e mostra interativa “Uma viagem nas décadas de 20 e 30”; sessões de autógrafo com os escritores Nani Mazurchi e Márcio Pitliuk; e a palestra “A Convenção de Itu vista pelos seus contemporâneos”, diálogo aberto com a Dra. Anicleide Zequini.

foto: Juca Ferreira/Prefeitura de Itu