‘Disney Paulista’ beneficiará turismo na região

  • O Distrito Turístico Serra Azul, apelidado de “Disney Paulista”, com diversos parques temáticos e esportivos (como o Hopi Hari, Wet’n Wild, Outlet Premium, um autódromo e um campo de golfe), deve beneficiar o turismo nas cidades do seu entorno;
  • Decreto foi assinado nesta segunda, 29, pelo governador João Doria, em visita à região;
  • Prefeito de Itu, Guilherme Gazzola, acompanhou o evento;
  • Projeto tem potencial de R$ 1,8 bilhão em investimentos até 2026 e deve gerar 7,4 mil empregos, com os novos parques e rede hoteleira

 

Complexo terá, além do Hopi Hari e do Wet’n Wild, outros parques temáticos, autódromo, campo de golfe, hípica, entre outros parques esportivos, rede hoteleira e expansão do Outlet Premium

Foi criado pelo governo do Estado nesta segunda-feira, 29 de novembro, em Itupeva, o Distrito Turístico Serra Azul, apelidado pelo setor turístico de “Disney Paulista” por englobar um complexo de parques temáticos e centros de compras na região de Jundiaí. A previsão é de R$ 1,8 bilhão em investimentos privados nas cidades de Itupeva, Jundiaí, Louveira e Vinhedo ao longo dos próximos cinco anos, com geração de 7.440 novas vagas de emprego até 2026. O turismo nas cidades do entorno desse distrito também deverá ser beneficiado, conforme avaliação do prefeito ituano Guilherme Gazzola, que participou da solenidade ao lado do governador João Doria.

 

Na ocasião, Guilherme aproveitou para conversar com outros prefeitos de cidades turísticas, trocando experiências e novas ideias para fomentar o setor em Itu, que também esteve representada pelo secretário municipal de Turismo, Lazer e Eventos César Calixto; pela secretária municipal de Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Verônica Sabatino; e pelo secretário municipal de Planejamento e de Educação, Plínio Bernardi Junior. A proximidade de Itu com esse complexo, segundo Guilherme, deve movimentar o turismo na cidade, que já oferece diversos atrativos, como fazendas históricas, parques temáticos, igrejas, museus, restaurantes, além do Centro histórico. A região, incluindo Salto e Indaiatuba, também deve ser beneficiada. Itu fica a 45 minutos (de carro) da chamada “Disney Paulista”, enquanto Indaiatuba está a cerca de 20 minutos.

 

Durante a assinatura do decreto que criou o Distrito Turístico Serra Azul, Doria ressaltou que o projeto “tem referências que se assemelham a outras iniciativas internacionais e passa a canalizar benefícios e vantagens concretas de ordem governamental, estrutural e também empresarial”. “Não é apenas um decreto, o distrito turístico tem uma capacidade impulsionadora para investimentos privados, empregos e oportunidades em toda a região”, afirmou.

 

O decreto cria um conselho gestor com representantes do Estado, das administrações municipais e da sociedade civil. Segundo o plano de implementação do Distrito de Serra Azul, o incremento do turismo na região de Jundiaí deve aumentar o fluxo de visitações em até 7 milhões de pessoas no período de cinco anos.

 

Além de Doria, a cerimônia no centro de convenções do complexo Wet’n Wild reuniu prefeitos e parlamentares da região. “Este distrito tem altíssimo potencial para gerar novos fluxos econômicos com impacto nacional. Além disso, está a 70 quilômetros da capital paulista, que concentra o maior polo emissor de turistas do país”, disse o secretário de Estado de Turismo e Viagens, Vinicius Lummertz.

 

A expansão do turismo na região de Jundiaí prevê a criação de um clube de golfe com hospedagem; construção de empreendimento temático com centro de compras e espaços para esportes radicais e de aventura; ampliação de um centro hípico e um outlet; e instalação de um autódromo e novos hotéis temáticos ligados aos parques.

 

LEI ESTADUAL

 

Em junho passado, o governador Doria sancionou a lei estadual que institui os Distritos Turísticos. O texto garante articulação entre o setor público e investidores privados para fomentar novos empreendimentos e potencializar os já existentes, facilitando a interação regional para investimentos em infraestrutura e qualificação de profissionais. Segurança jurídica e preservação ambiental também são previstas pela regulamentação dos distritos.

 

foto: Governo de SP