Covid segue em queda na região; Indaiatuba volta a registrar 1 óbito

  • Avanço da vacinação contra a covid foi determinante, segundo especialistas, para a queda no número de novos casos, mortes e também de internações;
  • Indaiatuba, após 16 dias consecutivos sem mortes, voltou a registrar 1;
  • Terceira dose da vacina está atrasada em Indaiatuba

Vacina foi determinante para queda no número de casos na região

Depois de 16 dias consecutivos sem mortes por covid, Indaiatuba voltou a registrar 1 vítima da doença. A paciente tinha 88 anos e apresentava comorbidades, como Parkinson e Alzheimer. Nas outras cidades da área de cobertura da Revista Regional, não houve novos óbitos por covid entre os dias 18 e 26 de novembro, conforme os boletins epidemiológicos divulgados pelos governos municipais. As internações seguem em queda, graças ao avanço da vacinação, e há leitos clínicos e intensivos vazios nos hospitais da região.

Em Indaiatuba, segundo a Secretaria de Saúde, foram notificados mais 55 infectados entre 18 e 26 de novembro. Desde o início da pandemia, 32.511 pessoas contraíram o novo coronavírus na cidade. Dessas, 799 morreram e 31.709 são consideradas curadas ou estão em recuperação domiciliar. A UTI da rede privada está vazia, porém a ala clínica – que reduziu o número de vagas -, atingiu sua lotação. No Haoc, a Enfermaria tem 40% de ocupação e a UTI, 60%.

Itu segue sem novas mortes pela doença. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, foram diagnosticados 16 novos contaminados entre 18 e 26 de novembro. Com isso, a cidade soma 21.510 casos confirmados desde o começo da epidemia, com 543 mortes e 20.957 recuperados. Na Santa Casa, único hospital ituano com leitos para covid, a taxa de ocupação está em 20% tanto na UTI quanto na Enfermaria.

Conforme os últimos balanços diários, entre 17 e 26 de novembro, Salto registrou 4 casos da doença e nenhuma morte por covid. No Hospital Municipal, a UTI está com 1 paciente internado, o que corresponde a 17% de ocupação; e a Enfermaria, vazia. Já na Unimed, UTI e Enfermaria também estão vazias. O acumulado de casos e mortes não está mais sendo divulgado pelo governo saltense, afetando a transparência dos dados da pandemia.

VACINA SIM!

Itu e Salto continuam aplicando a primeira e a segunda doses da vacina contra a covid naqueles que ainda não foram imunizados, e seguem vacinando com a dose de reforço os maiores de 18 anos que tomaram o imunizante há pelo menos 5 meses, ou seja, até dia 29 de junho. Em Indaiatuba, essa terceira dose está atrasada. Ao contrário das demais cidades, o governo indaiatubano convocou esta semana pessoas que foram vacinadas até 24 de maio para receber esse reforço. Questionada na semana passada, a Prefeitura disse que faz a convocação conforme o montante de doses recebido do Ministério da Saúde.

Acompanhe os números de vacinados na região, segundo levantamento feito pela Revista Regional.

– Indaiatuba: 213.234 foram vacinados com a primeira dose; 211.856 com dose única ou segunda dose; e 24.162 com a dose de reforço;

– Itu: 146.822 receberam a primeira dose; 131.316, a segunda; 16.561, a terceira; e 5.159, dose única;

– Salto: 103.354 pessoas receberam a primeira dose; 89.957, a segunda ou dose única; e 10.241, a terceira.

foto: BIRF