Região soma mais 9 mortes por covid

Óbitos são referentes ao acumulado do feriado prolongado em Itu e Indaiatuba; Prefeitura de Salto não emitiu novo boletim epidemiológico

Região tem mais mortes por covid

Itu e Indaiatuba somaram mais 9 mortes por covid no período entre sexta, 03, e quarta, 08 de setembro. Foram 5 em Indaiatuba e 4 em Itu. A Prefeitura de Salto não emitiu novos boletins referentes à pandemia por conta do feriado prolongado.

Em Itu, as vítimas tinham entre 34 e 88 anos. No período, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou 15 infectados e tem 7 suspeitos. Com isso, a cidade soma 21.083 casos confirmados, 532 óbitos e 20.482 recuperados. A UTI do Hospital de Campanha segue vazia e a Enfermaria tem 15% de leitos ocupados. Na Santa Casa, 23% dos leitos intensivos estão em uso.

Indaiatuba teve 5 mortes no período entre sexta, 03, e quarta, 08: os pacientes, de ambos os sexos, tinham entre 65 e 82 anos. Foram diagnosticados 28 contaminados e há 1 em análise. Desde o início da pandemia, 31.040 pessoas contraíram o coronavírus na cidade; dessas, 777 morreram e 30.245 são consideradas curadas ou estão em recuperação domiciliar. Os leitos clínicos estão com 15% de ocupação no Haoc e 25% no Hospital Santa Ignês. As UTIs têm 46% de leitos ocupados no Haoc e 43% no Santa Ignês.

Salto não teve novos boletins divulgados até esta quinta, 09, às 11h, quando foi concluída esta matéria. O último informativo da Secretaria da Saúde, em 02 de setembro, apontava para 13.633 casos confirmados desde o início da epidemia, 419 óbitos e 13.214 recuperados. Na rede pública, a UTI estava com 50% de ocupação e a Enfermaria, 13%. Já na Unimed, a taxa de ocupação estava em 33% na UTI e 9% nos leitos clínicos.

VACINA SIM!

Acompanhe os números de vacinados na região, conforme levantamento feito pela Revista Regional.

– Indaiatuba: 199.172 foram vacinados com a primeira dose e 119.546 com dose única ou segunda dose;

– Itu: 134.383 receberam a primeira dose, 63.990, a segunda, e 5.159, dose única;

– Salto: 94.581 pessoas receberam a primeira dose e 41.742, a segunda ou dose única.

 

foto: BIRF