Estado inicia contagem regressiva para reabertura do Museu do Ipiranga

Com 70% das obras concluídas, instituição será reaberta em 372 dias, marcando as comemorações do bicentenário da Independência do Brasil, em 2022

 

70% das obras do Novo Museu do Ipiranga estão concluídas

O governador João Doria anunciou nesta terça-feira, 31, o início da contagem regressiva para entrega do Novo Museu do Ipiranga, que atualmente está com 70% das obras concluídas. A instituição entra agora na etapa de restauro e recuperação do Jardim Francês, que foi integrado ao projeto de restauro do museu. A reabertura acontecerá em setembro de 2022 para a celebração do bicentenário da Independência do Brasil.

 

“Ano que vem teremos uma grande festividade. A proposta do governo de São Paulo é um mês de festividades e atividades. Na parte externa, a partir de 07 de agosto, e na parte interna, a partir de 07 de setembro. Uma celebração de verdade, autêntica, dos 200 anos da nossa independência”, afirmou o governador.

 

O projeto prevê a restauração de toda a área construída e botânica do Jardim Francês, além da construção de um restaurante com 270m², espaço para food bikes, modernização da iluminação, requalificação das vias de acesso e o resgate de duas fontes do projeto original, demolidas em 1972.

 

“Temos um conjunto de intervenções acontecendo simultaneamente: o restauro e ampliação do Edifício Monumento, a reforma do Jardim Francês, a recuperação do entorno, do Monumento da Independência, da Cripta Imperial e da Casa do Grito a cargo da Prefeitura (da capital), a despoluição do Córrego do Ipiranga e a criação de uma nova área de lazer a cargo da Sabesp e a implantação de um novo modelo de gestão e sustentabilidade do museu”, detalhou Sérgio Sá Leitão, secretário de Cultura e Economia Criativa.

 

O investimento total nas obras é de R$ 210 milhões, dos quais R$ 170 milhões foram captados junto à iniciativa privada – com e sem Lei Rouanet. O valor investido pelo governo de São Paulo é de R$ 19 milhões, por meio de convênio entre a Secretaria de Cultura e Economia Criativa e a Fundação de Apoio à USP, responsável pela gestão do projeto, além  de um aporte de R$ 11 milhões da USP.

 

Novo Museu do Ipiranga

 

A obra, iniciada em outubro de 2019, é executada em duas frentes: ampliação e restauro do Edifício Monumento. Na parte da ampliação, foi realizada uma escavação em frente ao prédio, que abrigará a nova entrada, bilheteria, auditório para 200 pessoas, espaço do educativo, café, loja e sala de exposição temporária.

 

Já no restauro, estão sendo realizados reparos em todos os detalhes da arquitetura, incluindo a fachada, os interiores e os elementos de marcenaria, como portas e batentes. Quando reaberto, o Novo Museu do Ipiranga terá dobrado sua área total construída, e modernizado o espaço com elevadores, escadas rolantes e sistema de ar-condicionado. 

 

“O museu não está sendo só restaurado e ampliado, ele está passando por importantes intervenções para ser entregue com total acessibilidade e sustentabilidade. Uma nova iniciativa que certamente vai deixar o povo paulista, o povo brasileiro, muito orgulhoso“, pontuou  Vahan Agopyan, reitor da USP.  

Parte da fachada em obras do Ipiranga

Programação

 

No dia 07 de setembro, o Museu contará com uma programação especial para comemorar o Dia da Independência. A instituição vai lançar um pocket show gravado por João Bosco no Edifício Monumento em homenagem a Aldir Blanc e com participação de Mart’nália, às 19h, no Facebook e no Instagram do Museu. Também vai inaugurar um totem com um relógio com a contagem regressiva para a reabertura do espaço. 

 

Também serão lançados o game “Museu sob Ataque”; uma série de 12 vídeos sobre as obras mais icônicas do acervo, com o contador de histórias e influenciador digital Ivan Mesquita, divulgados mensalmente nas redes sociais; e projeções de cinco obras em fachadas de prédios em pontos diferentes da capital paulista, entre os dias 03 e 07 de setembro, das 19h às 21h.

 

fotos: Governo de SP