Fotos que ganharam o mundo

Foto Top200 na categoria Wildlife do concurso 35awards da Rússia e medalha de Prata no Concurso PhotoNatureBrasil

O fotógrafo de natureza André Inidio participa anualmente de um concurso de fotografias russo e, na última edição, representou o Brasil entre os 50 jurados escolhidos para analisar mais de 400 mil fotos inscritas; André é o destaque desta edição da série de reportagens sobre os fotógrafos da natureza da região

A fotografia entrou na vida do advogado André Inidio da Silva de uma forma bem despretensiosa. Admirador de aves desde a infância, comprou uma câmera fotográfica para usar nas viagens de férias, sem nenhuma intenção de registrar a natureza. Mas, como na época já conhecia o wikiaves e admirava as fotos de aves do site, acabou se cadastrando e deu início às fotografias de natureza.

Já são oito anos fotografando aves e contribuindo com o registro em imagens de tantas espécies. “A minha favorita é a Maria Leque do Sudeste, uma ave que a princípio não tem nada de especial, mas é coroada e com bico em forma de garra. Seu leque nem sempre está em evidência, mas quando aparece, a transforma em uma linda ave. Ela também é a que mais gosto de observar, tanto pelo desafio de tentar ver e fotografar seu leque – que só é mostrado em ocasiões especiais e dura poucos segundos -, quanto pelos seus hábitos de construir um ninho, que duram pelo menos dois meses”, revela.

André é defensor da liberdade das aves e acredita que a fotografia de natureza tem o poder de levar informações e conhecimentos às pessoas, principalmente as que ainda insistem em criar espécies em cativeiro. “As pessoas não fazem ideia dos animais que têm na sua cidade e a fotografia de natureza muitas vezes os revelam. Desta forma, fica muito mais fácil transmitir a importância da preservação ambiental”, comenta.

Outro fator que o encantou na fotografia de aves foi a diversidade e a facilidade de encontrá-las, já que muitas vezes elas estão em estradas rurais, na própria cidade ou até mesmo no quintal de casa. Por isso, ao longo da pandemia, André se concentrou em fotografar os bichos que aparecem no seu entorno ou em lugares isolados de Salto.

As fotos de André têm ganhado o mundo por meio de concursos fotográficos. Anualmente participa do 35awars, evento russo que tem muita visibilidade e reuniu, em sua última edição, 117 mil participantes e mais de 400 mil fotos, distribuídas em 23 categorias. Neste concurso específico, ficou entre os cem melhores fotógrafos na categoria macro e a sua foto foi selecionada para sair no catálogo anual deles. Também já esteve entre os cem melhores fotógrafos na categoria natureza, no mesmo concurso em 2018.

A partir destes resultados, surgiu a proposta dos moderadores do concurso para que ele fosse um dos 50 jurados, representando o Brasil. “Foi uma experiência gratificante e muito positiva, pois pude conhecer muitas fotografias interessantes, tanto de natureza, quanto de outras categorias. Mesmo sendo jurado, pude participar como concorrente e o resultado de 2020 será divulgado até junho deste ano”, finaliza.

reportagem de Aline Queiroz

fotos: André Inidio