Região tem 14 novas mortes por covid; Comércio amplia horário

Novas mortes por covid em toda a região

  • Nesta quarta-feira, 28, conforme boletins epidemiológicos divulgados pelas Secretarias de Saúde, foram registrados 6 óbitos por covid em Indaiatuba, 5 em Salto e 3 em Itu;
  • Indaiatuba atinge marca de 500 mortos na pandemia;
  • Salto e Indaiatuba registraram, cada uma, 121 casos positivos em 24 horas;
  • Comércio tem horário de funcionamento estendido pelo governo do Estado;
  • Veja nova atualização do número de vacinados nessas cidades

Nesta quarta-feira, 28, conforme boletins epidemiológicos divulgados pelas Secretarias de Saúde, foram registrados 6 óbitos por covid em Indaiatuba, 5 em Salto e 3 em Itu. A Prefeitura de Salto informou apenas os casos registrados no dia anterior, já que o governo local alterou a maneira de divulgar o balanço da pandemia na cidade.

Salto, conforme o último boletim, confirmou 5 mortes: 3 homens entre 67 e 84 anos e 2 mulheres de 59 e 75 anos, todos estavam internados em hospitais locais. Um alto número de casos positivos da doença foi registrado num único dia: 121 e há 92 suspeitos testados à espera de resultados. Com isso, a cidade soma 7.633 contaminados desde o início da pandemia de covid, com 227 mortos e 7.372 recuperados.

A UTI da rede pública, no Hospital Municipal, continua lotada. Já na Unimed a ocupação está em 79%. As Enfermarias têm 52% de leitos ocupados no Municipal e 82% na Unimed. A Prefeitura não divulgou o número de pacientes positivos e suspeitos que estão internados, mas há, no total, 18 em UTI e 26 em leitos clínicos. O governo saltense não informou sobre fila de espera para vagas de UTI na rede pública.

Em Indaiatuba, mais 6 óbitos foram registrados nesta quarta-feira, 28, segundo a Secretaria de Saúde local. Três deles aconteceram no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo): 2 homens de 50 e 63 anos e 1 mulher de 81. Outra vítima, mulher de 75 anos, estava hospitalizada em leito extra de Arthur Nogueira. Além disso, 2 outros óbitos que aguardavam laudo tiveram confirmação para covid: 1 homem de 62 e 1 mulher de 66 anos.

Assim como em Salto, Indaiatuba teve mais 121 casos confirmados da doença e há 70 suspeitos esperando resultados de testes. Desde o início da pandemia, 18.824 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 500 morreram e 18.238 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar. Há 96 internados, dos quais 86 estão confirmados para covid-19. Do total, 61 estão em leitos clínicos e 35 em UTI. Os leitos clínicos estão com ocupação de 88% no Haoc e 53% no Santa Ignês. Já as UTIs têm 71% de leitos ocupados no Haoc, 80% no Santa Ignês e 50% dos leitos extras.

A Secretaria Municipal de Saúde de Itu confirmou mais 3 mortes por covid nesta quarta, 28. Os pacientes tinham entre 29 e 52 anos e estavam em hospitais locais. No período, foram diagnosticados mais 50 infectados, totalizando agora 12.156 casos confirmados, com 305 mortos e 11.494 recuperados. Há 17 suspeitos aguardando resultados de exames, 27 pacientes internados em leitos clínicos e 25 em UTI. A taxa de ocupação de leitos hospitalares é a seguinte: Hospital Municipal – Enfermaria 62,5% e UTI 75%; Hospital de Campanha – Enfermaria 67,5% e UTI 66,6%; Santa Casa – Enfermaria vazia e UTI 76,47%.

VACINA SIM!

Veja os números atualizados de vacinados na região até esta quarta-feira, 28 de abril, conforme levantamento feito pela Revista Regional:

– Indaiatuba: 33.739 vacinados com a primeira dose e 22.870 com a segunda;

– Itu: 24.826 receberam a primeira dose e 14.893, a segunda;

– Salto: 16.262 foram vacinados com a primeira dose e 8.891 com a segunda.

COMÉRCIO ESTENDE HORÁRIO

O governador João Doria anunciou na quarta-feira, 28, a prorrogação da fase de transição do Plano São Paulo para todo o Estado por mais uma semana, até 09 de maio. Com isso, o Estado fixou horário estendido das 6h às 20h para atendimento presencial limitado a 25% de capacidade em comércios e serviços não essenciais.

O horário estendido das 6h às 20h vale a partir do próximo sábado, 1º, para estabelecimentos comerciais, galerias e shoppings. O mesmo expediente poderá ser seguido por serviços como restaurantes e similares, salões de beleza, barbearias, academias, clubes e espaços culturais como cinemas, teatros e museus. Até sexta, 30, porém, continua a vigorar o horário atual das 11h às 19h.

A fase de transição mantém liberadas as celebrações individuais e coletivas em igrejas, templos e espaços religiosos, desde que seguidos rigorosamente todos os protocolos de higiene e distanciamento social. Parques estaduais e municipais também poderão ficar abertos, mas com horário das 6h às 18h.

Para evitar aglomerações, a capacidade máxima de ocupação nos estabelecimentos liberados está mantida em 25%. O toque de recolher continua nas 645 cidades do Estado, das 20h às 5h, assim como a recomendação de teletrabalho para atividades administrativas não essenciais e escalonamento de horários para entrada e saída de trabalhadores do comércio, serviços e indústrias.

“É muito importante respeitar a capacidade de ocupação de 25% e o toque de recolher, que é um ponto que os especialistas em saúde têm defendido muito. Quando nós conseguimos reduzir a circulação das 20h às 5h, nós conseguimos ter uma redução muito importante da taxa de transmissão. Nós estamos tendo uma redução de leitos de UTI ocupados de cerca de 1% por semana”, afirmou a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen.

 

foto: BIRF