Ex-presidente é convidado a apoiar candidatura de Itu a Patrimônio da Humanidade

Temer, prefeito e secretários durante reunião em Itu

Com o restauro do Cruzeiro Franciscano, Itu apresentará projeto de candidatura a Patrimônio Cultural da Humanidade na Unesco, como antecipou a Revista Regional de janeiro deste ano; A Prefeitura de Itu convidou o ex-presidente Michel Temer para ser patrono e apoiador da campanha

O prefeito de Itu Guilherme Gazzola esteve com o ex-presidente Michel Temer, no último dia 08, e o convidou para ser patrono e apoiador da candidatura de Itu como Patrimônio Mundial da Humanidade pela Unesco (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura). Gazzola esteve acompanhado das secretárias municipais de Cultura e Patrimônio Histórico, Maitê Velho; e de Comunicação, Flávia Frossard; do secretário de Governo, Ricardo Giordani; além do diretor de Patrimônio Histórico, doutor Emerson Castilho.

Com o início do restauro do Cruzeiro Franciscano no começo deste ano, várias pesquisas históricas foram realizadas, em especial pela Comissão Científica criada por exigência do prefeito Guilherme Gazzola para a realização desta obra. Com a participação de grandes especialistas, e uma hipótese fomentada pelo professor doutor Marcos Tognon (Unicamp – Universidade de Campinas), as pesquisas culminaram na descoberta, na capital paulista, de cerca de 7 mil documentos, sendo 2 mil deles com informações sobre Itu, registros esses realizados pelos franciscanos que aqui estiveram e passaram.

Isto comprova a teoria do professor doutor Marcos Tognon sobre seu traçado urbano com desenho das Ordenações Filipinas dos séculos XVI e XVII, o que dá à cidade a chancela para o pedido para ser Patrimônio da Humanidade, como antecipou a Revista Regional em sua edição de janeiro deste ano. Os arquivos encontrados também atestam a importância de Itu na formação do Brasil, sua presença na história nacional desde seu início, sua influência econômica, política e principalmente cultural.

Com este título, Itu ganha status para entrar em um hall de cidades importantíssimas no mundo, com valores históricos e culturais reconhecidos que atraem a economia criativa e milhares de turistas todos os anos.

A partir de agora, a Secretaria de Cultura e do Patrimônio Histórico está realizando as viabilidades conceituais, técnicas, financeiras e políticas para a propositura desta candidatura, estabelecendo diálogos de parcerias com o Estado e a União.

As pesquisas em São Paulo foram realizadas pelo diretor de Patrimônio Histórico da Secretaria Municipal de Cultura, doutor Emerson Castilho, pela doutora Anicleide Zequini, com a colaboração de Carlos Gutierrez Cerqueira, historiador aposentado do Iphan (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional) e do frei Alvaci Mendes da Luz, da Ordem Franciscana Menor, historiador e professor.

 

foto: AI Pref. Itu