Exposição OSGEMEOS é prorrogada até maio

  • Desde 15 de outubro de 2020, quando “OSGEMEOS: Segredos” foi inaugurada, mais de 60 mil visitantes estiveram na exposição;
  • Um novo lote de ingressos foi colocado à disposição pela Pinacoteca do Estado

OSGEMEOS com uma de suas obras na Pina

A Pinacoteca de São Paulo, museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, prorroga, até 03 de maio de 2021, “OSGEMEOS: Segredos”, primeira exposição panorâmica da dupla de artistas formada pelos irmãos Otávio e Gustavo Pandolfo. A mostra, apresentada pelo Bradesco, conta com mais de 1 mil itens desse rico imaginário e estava prevista para terminar em 22 de fevereiro.

Desde 15 de outubro passado, quando “OSGEMEOS: Segredos” foi inaugurada, mais de 60 mil visitantes estiveram na exposição. Um novo lote de ingressos foi colocado à disposição na sexta-feira, 05, no site do museu https://www.pinacoteca.org.br.

Otávio e Gustavo sempre tomaram o espaço urbano como lugar de vivência e de pesquisa desde o início de sua produção, em meados da década de 1980. Os artistas partiram de uma forte imersão na cultura hip hop, que havia chegado ao Brasil no momento em que os irmãos começaram a produzir, e da influência da dança, da música, do muralismo e da cultura popular para desenvolver um estilo singular, com atmosfera alegre, que acabou se tornando um emblema dos espaços urbanos pelo Brasil e pelo mundo.

Seus trabalhos contam histórias – às vezes autobiográficas – cujas tramas envolvem fantasia, relações afetivas, questionamentos, sonhos e experiências de vida. OSGEMEOS mantêm seu ateliê, até hoje, no Cambuci, antigo bairro de operários e imigrantes na região central de São Paulo, no qual passaram sua infância e juventude. A partir da década de 1990, suas experimentações – não só em grafitti, mas também pintura em telas e esculturas estáticas e cinéticas – ultrapassaram os limites bidimensionais, culminando na construção de um universo próprio que opera entre o sonho e a realidade.

Para a mostra na Pinacoteca, o duo apresenta pinturas, instalações imersivas e sonoras, esculturas, intervenções site specific, desenhos e cadernos de anotações. Esses últimos, da fase ainda adolescente e apresentados ao público pela primeira vez, antecedem os famosos personagens amarelos, abrindo caminho para a compreensão da raiz de seu surgimento. O corpo de obras invade o museu, ocupando as sete salas de exposições temporárias do primeiro andar, um dos pátios, diversos espaços internos e externos, além de uma instalação, concebida especialmente para o Octógono.

Os ingressos são vendidos por datas e horários marcados no site da Pinacoteca (https://www.pinacoteca.org.br). Aos sábados, a entrada também permanece gratuita, no entanto é preciso reservar também pela internet. Há protocolos sanitários para acessar a exposição, como uso de máscara e álcool gel, além do distanciamento. Consulte o protocolo completo no site da Pina (www.pinacoteca.org.br).

 

foto: Levi Fanan