Vai viajar na pandemia? Cuidado!

Diversos cuidados são importantes para quem vai viajar durante o verão, mesmo em meio à pandemia de covid-19

  • Além da máscara de proteção, há outros acessórios que não podem faltar na mala de quem vai viajar mesmo em meio à pandemia

O turista que pretende viajar durante o verão, mesmo em meio à pandemia de covid-19, precisa adotar uma série de medidas essenciais para a sua segurança e dos demais.

Médicos ouvidos pela Revista Regional acreditam que viajar de carro é o mais recomendado nesse momento em que o país e o mundo vivem uma segunda onda da pandemia.

O carro pode demorar mais, porém é mais seguro, em termos de contaminação, do que ônibus, navios e aviões. Isso desde que os passageiros tenham respeitado pelo menos a última semana em quarentena. Também é preciso deixar as janelas do veículo abertas, evitar ligar o ar condicionado e não fazer paradas em locais com aglomeração.

Essencial ainda limpar com álcool em gel superfícies que são tocadas com frequência, como o volante, cinto de segurança, o câmbio ou botões no painel do carro. A médica dra. Wilma Maria Saldanha do Prado, de São Paulo, ressalta, porém, que “ainda assim, em um automóvel com quatro ou cinco ocupantes, se uma pessoa estiver contaminada, a chance de todas as outras também se infectarem é alta.” “Por isso, quando as pessoas viajam com desconhecidos, como é o caso dos aviões ou ônibus, aumentam as chances de contágio”, confirma.

Orientações da Sociedade Brasileira de Infectologia são para que durante o trajeto em transportes coletivos como aviões, barcos e ônibus, os passageiros não negligenciem o uso das máscaras e tenham outras de reserva na bagagem de mão. É importante trocar o acessório a cada quatro horas ou quando ficar umedecido. Quanto menos as pessoas transitarem nos corredores dos meios de transporte, menor as chances de contágio.

E quanto às viagens mais longas? Como ficam as refeições? Para dra. Wilma, os passageiros não deveriam nem comer a bordo de aviões ou ônibus para evitar a retirada da máscara e o espalhamento de gotículas no ambiente.

RECOMENDAÇÕES IMPORTANTES

Segundo o médico cirurgião vascular, dr. Gustavo Solano, embora a orientação das autoridades sanitárias seja para que se façam viagens apenas em casos de necessidade, é importante que, se for preciso viajar, a pessoa fique atenta a algumas dicas importantes:

1. Use máscaras de proteção: “o uso da máscara de proteção é fundamental e, se for possível, a pessoa deve utilizar máscaras com espaço para filtros de papel, pois podem ser usadas por mais tempo, já que é possível apenas trocar o filtro”, diz o médico. Há no mercado opções de máscaras que, além do espaço para o filtro, contam com tecnologia que inativa a ação do novo coronavírus.

2. Carregar álcool em gel 70%: “o álcool em gel 70% é um poderoso antisséptico, capaz de destruir o novo coronavírus, além de outros vírus e bactérias. O ideal é carregar no bolso e usar antes e depois de tocar em superfícies ou cumprimentar alguém e não for possível lavar as mãos”, diz Solano.

3. Use meias de compressão: “se a viagem for de carro ou avião, ficamos inevitavelmente parados muito tempo na mesma posição, o que pode provocar inchaços e a formação de coágulos nas pernas e pés, causando grande desconforto e dores. Por isso, é importante usar meia de viagens, pois são desenvolvidas com tecnologia de compressão graduada para ativar a circulação sanguínea e favorecer o retorno venoso. A sensação é de bem-estar e conforto”, explica o médico.

4. Hidratação: “é sempre necessário ingerir líquidos e hidratar o corpo. Portanto, é imprescindível ter água e outras bebidas de maior valor nutricional, como sucos naturais sempre à mão”, comenta.

5. Alimentos leves: “assim como a hidratação, é igualmente importante ter alimentos de alto valor nutritivo, a fim de evitar qualquer imprevisto por falta de nutrientes no corpo. Para não dar a chance de congestões e enjoos acontecerem, o recomendado é que sejam alimentos leves, como frutas e barras de cereal”, orienta o especialista.

6. Soluções para eventuais enjoos: “seja no automóvel, ônibus, trem ou avião, é comum sintomas de enjoo aparecerem, devido às várias horas sentado na mesma posição. Se esse é o seu caso, consulte seu médico para saber quais medicamentos que combatam o mal-estar possam ser levados com você”, finaliza.

 

foto: AdobeStock