Em 6 dias, 10 mortes por covid em Itu

  • De 24 a 29 de dezembro, foram confirmados mais 10 óbitos pela doença em Itu;
  • Indaiatuba também teve mais 2 mortes registradas na segunda, 28;
  • Salto tem 3 óbitos suspeitos

Mais mortes por covid na região

O mais novo boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Saúde de Itu nesta terça, 29 de dezembro, confirma a morte de 10 pacientes por covid desde o último dia 24, data do último balanço encaminhado à imprensa. Os óbitos, segundo a Prefeitura, foram todos em hospitais locais e são de pacientes de ambos os sexos, com idades entre 39 e 94 anos. Não foram informados mais detalhes sobre as vítimas.

Nesse mesmo período, foram diagnosticados 229 casos positivos de covid. Com isso, Itu soma 5.410 contaminados desde o início da pandemia, sendo que 128 morreram e 5.088 se recuperaram. Há 193 suspeitos aguardando resultados de exames, 16 pacientes internados em leito clínico e 11 em UTI. A taxa de ocupação das UTIs está em 87,5% no Hospital Municipal e 66,66% no Hospital de Campanha.

Indaiatuba também registrou mais 2 mortes por covid, ocorridas entre domingo, 27, e segunda, 28, no Haoc (Hospital Augusto de Oliveira Camargo): uma mulher de 43 anos e um homem de 61. Nas últimas 24 horas, foram confirmados 32 novos casos da doença. Desde o início da pandemia, 11.294 pessoas contraíram a doença no município. Desses, 290 morreram e 10.966 são considerados curados ou estão em recuperação domiciliar. Há 1.536 casos suspeitos aguardando resultados de testes.

Nesta terça, 29, há 75 internados, dos quais 38 estão confirmados para covid-19. Do total, 38 estão em leitos clínicos e 37 em UTI. A situação das UTIs, de acordo com a Prefeitura, é a seguinte: 86% de ocupação no Haoc, 71% no Santa Ignês e 69% nos leitos externos contratados em Campinas.

Salto tem 3 mortes suspeitas por covid em investigação. De acordo com a Prefeitura, foram confirmados 30 novos contaminados nas últimas 24 horas e agora a cidade soma 4.378 desde o começo da pandemia, sendo que 87 pacientes morreram e 4.251 evoluíram para cura. Há 6 internados (sendo 4 em UTI), 34 em isolamento domiciliar e 49 suspeitos à espera de resultados (destes, 6 estão em internação clínica e 1 em UTI). A taxa de ocupação da UTI da rede pública está em 83%, já a situação da rede privada não foi divulgada.

 

foto: BIRF