Casa de praia vira refúgio

A piscina linear faz parte do jardim

  • Imóvel de 400m² foi desenvolvido para ser o refúgio de uma família no litoral paulista

Localizada em um condomínio no Guarujá, litoral de São Paulo, a Casa NK é assinada pelos escritórios Rua 141 e Zalc Arquitetura, que propuseram um projeto estrutural marcado pelo jogo de volumes com balanços. Feita para receber uma família, a casa tinha como premissa ser um espaço de refúgio próximo à capital. O terreno era um grande gramado, o que permitiu a liberdade de projetar em uma área de 525m² – a casa tem 400m² de área construída. O partido foi aproveitar ao máximo a iluminação natural, a ventilação cruzada e a presença da natureza dentro de casa.

O programa acomodou cinco suítes, piscina, área gourmet, sala íntima, cozinha, home, living e dormitório de serviço e foi dividido em dois pavimentos: no superior, ficaram concentrados os espaços de uso íntimo e, no andar térreo, os sociais. Suítes e sala íntima estão no superior; já no térreo, as outras áreas, além da piscina e do spa.

A raia da piscina é coberta e descoberta

Todas as suítes ganharam grandes aberturas voltadas para o terraço linear com um pergolado. Nos banheiros foram projetadas claraboias sobre as bancadas, para melhorar a entrada de iluminação natural e redução do uso da energia elétrica. Um grande vão interno abriga o pé-direito duplo com a circulação que conecta as suítes no pavimento superior.

O pé-direito duplo do living e jantar reforça a circulação de ar desses espaços, iluminados pelas grandes aberturas e pela claraboia da escada. Foi criado um eixo onde a área externa se aproxima da área interna, e a piscina linear faz parte do jardim e, ao mesmo tempo, é o cenário do living, criando uma raia que é coberta e descoberta. O mesmo ocorre do lado oposto, voltado para a rua, onde a garagem é coberta pela laje em balanço.

A ideia foi integrar a área interna e externa, e tornar quase imperceptível a separação dos ambientes no térreo. O jardim vertical, composto pelos pilares estruturais, traz a natureza para a área gourmet e para a área coberta da piscina.

A textura dos elementos naturais no mobiliário, como a madeira e a palha, compõe esse cenário rústico e tropical. Já a escolha do uso da pedra moledo, na área externa, foi fundamental para trazer conforto térmico para a casa, além de criar essa estética mais rústica. As grandes aberturas das janelas do home fazem a ventilação cruzada com as aberturas do jantar, criando uma corrente de ar natural.

O pé-direito duplo do living e jantar reforça a circulação de ar desses espaços, iluminados pelas grandes aberturas e pela claraboia da escada

Foram criados ainda jardins na cobertura do primeiro pavimento para levar conforto térmico aos ambientes desse andar. Através do paisagismo, a casa ganhou espécies tropicais, com variação das texturas e tons verdes, em todo seu redor, o que potencializou o conforto térmico. Por isso, foram criadas lajes jardins no pavimento superior, parede verde e trepadeiras na frente do home. Foram utilizadas placas solares para aquecimento da água da casa, com a sobra de calor delas, auxiliando no aquecimento da piscina e spa.

fotos: Fran Parente