Museu Republicano lança site ‘Viagens Fluviais’

  • O Museu Republicano de Itu acaba de lançar o site Viagens fluviais em exposições, com materiais educativos destinados a professores que planejem visitar com seus alunos a exposição Viagens fluviais: homens e canoas na rota das monções

Carga de canoas. Oscar Pereira da Silva, 1920. Créditos: Hélio Nobre e José Rosael / Museu Paulista

O Museu Republicano de Itu acaba de lançar o site “Viagens Fluviais em Exposições”, com materiais educativos destinados a professores que planejem visitar com seus alunos a exposição “Viagens fluviais: homens e canoas na rota das monções”, em cartaz na instituição. Para acessar: https://sites.google.com/usp.br/viagensfluviais

 

A exposição apresenta aspectos das expedições que se realizaram entre Porto Feliz (São Paulo) e Cuiabá (Mato Grosso) pelos rios nos séculos 18 e 19 e se chamavam monções. A rota das monções se tornou regular a partir dos anos de 1720, após o descobrimento do ouro nos barrancos do rio Coxipó e outros afluentes do rio Cuiabá, e compôs uma rede de estradas móveis utilizada para o abastecimento das populações, fundação de vilas, povoamento do território e busca de metais preciosos.

 

O site conta com material educativo, indicações bibliográficas disponíveis online, fotografias e maquetes eletrônicas sobre exposições antigas dedicadas às monções, montadas no Museu Paulista, e uma galeria de telas e objetos que estiveram – e estão – em exibição nas salas do Museu Paulista e do Museu Republicano. O trabalho foi desenvolvido com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP).

 

O MUSEU

 

Museu Republicano “Convenção de Itu” foi inaugurado pelo presidente do Estado de São Paulo, Washington Luis Pereira de Sousa, a 18 de abril de 1923 e desde então, subordinou-se administrativamente ao Museu Paulista que, em 1934 tornou-se instituto complementar da recém-criada Universidade de São Paulo e a ela se integrou em 1963. É uma instituição científica, cultural e educacional, especializada no campo da história e da cultura material da sociedade brasileira, com ênfase no período entre a segunda metade do século XIX e a primeira metade do século XX, tendo como núcleo central de estudos o período de configuração do regime republicano no Brasil.

 

Encontra-se instalado em sobrado histórico em Itu, erguido nas décadas iniciais do século XIX, e que se tornou residência da família Almeida Prado. Foi nesse local que se realizou, em 18 de abril de 1873, uma reunião de políticos e proprietários de fazendas de café para discutir as circunstâncias do país e que, posteriormente, se transformou na famosa Convenção Republicana de Itu, marco originário da campanha republicana e da fundação do Partido Republicano Paulista.

Foto: Carga de canoas. Oscar Pereira da Silva, 1920. Créditos: Hélio Nobre e José Rosael / Museu Paulista