Moacir Torres: o criador do herói Papo Amarelo

Moacir Torres com o seu herói

Para completar os 30 anos do seu herói, Moacir escreveu uma nova aventura para o Papo Amarelo, que desta vez salvará ariranhas de perigosos bandidos ambientais

 

Desde a infância o dom do desenho sempre acompanhou o cartunista e escritor Moacir Torres, autor da Turma do Gabi e também do herói amazônicoPapo Amarelo. Sua trajetória profissional começou aos 13 anos como office-boy no departamento de artes da TV Cultura e após seis meses já foi contratado como auxiliar de desenhista. Da TV Cultura, Moacir migrou para os jornais, trabalhando como cartunista e ilustrador na Folha Metropolitana, Diário do Grande ABC e Diário Popular.

 

Na década de 80, começou a dedicar aos quadrinhos profissionalmente. “A Turma do Gabi foi criada quando ainda estava na TV Cultura, mas lançada apenas em 1994. Por muitos anos, colaborei nos suplementos infantis do Diarinho (Diário do Grande ABC), Diário da Criança (Diário Popular), Jornal Região de São José do Rio Preto, Jorna de Piracicaba e República de Itu”. Também passou pela Editora Abril, onde finalizou HQs como Disney, Turma do Alegria, Luluzinha e Bolinha, Revista do Gugu, Os Trapalhões, Moranguinho e Fofão. Em outras editoras, finalizou HQs da Xuxa, Chaves, Pequeno Ninja e Turma do Céu Azul.

 

Em 1990, após notícias alarmantes sobre o contrabando de animais em Estados do Norte e Centro-Oeste do país, Moacir decidiu criar um personagem que representaria a Amazônia e seu povo na luta contra os bandidos ambientais. “Procurei criar algo bem brasileiro, um herói totalmente diferente de tudo que existia no mercado mundial de quadrinhos”. E assim nasceu o Papo Amarelo.

 

A primeira HQ do herói amazônico foi publicada em diversas revistas de histórias em quadrinhos brasileiras, como Fanzine Rancho 02, Protocolo à Ordem e Floresta em Perigo.

 

Neste ano, o Papo Amarelo comemora 30 anos de criação e, para homenageá-lo, o Estúdio EMT lança a terceira edição, com história de Moacir Torres e arte de Tom Ribeiro. A nova revista traz uma aventura do herói que luta para tirar de circulação bandidos que estavam caçando ariranhas para a venda da carne e pele do animal.

 

Além da publicação da nova revista, o autor organizará uma exposição com 30 desenhos do herói, feitos por diversos ilustradores do mercado nacional e internacional como Luke Ross, Júlio Shimamoto, George Wolf, Pedro Mauro, Téo Pinheiro, Eric Vanucci, Nestablo Ramos, May Santos, Marcos Martins, Carlos Rodriggs, Paulo Tonsom, Décio Ramirez, Oscar Suyama e Léo Tatarana.

 

texto e foto: Aline Queiroz