Bia Pof: a arte da motivação

A ilustradora Beatriz França, criadora da personagem Bia Pof, em seu ateliê em Itu

Espalhando amor e carinho, a personagem Bia Pof tem mais de 76 mil seguidores que dia a dia esperam uma nova mensagem criada pela ilustradora Beatriz França, que reside em Itu

A personagem Bia Pof é queridinha nas redes sociais. Com mais de 76 mil seguidores, suas mensagens de amor, amizade e motivacionais, já foram compartilhadas por famosos e globais. Por trás da personagem, a ilustradora autodidata Beatriz França, paulistana que buscou na cidade de Itu a qualidade de vida, vive para a Bia Pof e conta que sua história com ela começou desde cedo.

Bia Pof nasceu pelas mãos de Beatriz quando ela ainda era uma criança. “Minha mãe tem uma cartinha que eu escrevi para ela quando eu tinha uns oito, nove anos, e já tinha o desenho, parecido com o que é a Bia Pof hoje”, conta a ilustradora. Profissionalmente, a Bia Pof surgiu há sete anos, com perfis em redes sociais e hoje, a artista consegue se dedicar 100% à personagem. Formada em Design, Beatriz trabalhava com design de embalagens e no tempo ocioso estava sempre desenhando a Bia Pof. “Um amigo me disse para criar uma página para ela nas redes sociais, para postar essas mensagens motivacionais, que no fundo era para mim mesma, pois eu estava passando por um momento difícil, mas ao postar, percebi que as pessoas se identificavam com aquilo e comecei a profissionalizar”, explica Beatriz.

Hoje, a Bia Pof tem o perfil no Instagram e uma loja virtual com produtos que vão desde prints para fazer quadros até capinhas de celulares. Além disso, Beatriz trabalha também com desenhos personalizados da Bia Pof para casais, aniversários e etc. É a própria artista quem faz tudo, cria, controla a loja online, embala, envia, etc. “Eu gosto de escrever mensagens a mão para cada item que vou enviar. Quero que as pessoas se sintam especiais e não apenas mais uma”, ressalta Beatriz e explica que seu processo criativo depende de sua inspiração e essa, por sua vez, pode vir de vários lugares como músicas, filmes, séries, etc. “As redes sociais fazem você ficar comparando seu trabalho com outros artistas. Você começa a se cobrar para ter seguidores e isso não é bom para a produção artística, apenas para gerar likes. Então,

desde o ano passado eu passei a trabalhar isso em mim. Hoje, eu produzo conteúdo conforme minha inspiração e vou postando ao longo do tempo”.

A personagem Bia Pof, sucesso nas redes sociais por conta de suas frases motivacionais

Em dezembro de 2018, a Bia Pof fez sua primeira participação na CCXP (Comic Com Experience), em São Paulo, no setor “Artists´ Alley”, espaço onde quadrinistas consagrados do Brasil e de outros países, junto a novos talentos e profissionais independentes, podem apresentar seus trabalho diretamente ao público e comercializá-los. “Foi minha primeira vez. A troca de energia na CCXP é muito grande. Eu faço as mensagens para ajudar as pessoas e as pessoas entram em contato para falar que eu ajudei ou contar a história e na CCXP isso foi muito mais forte, porque era pessoalmente. Acho essencial isso que faço, porque é mais difícil ver coisas positivas hoje, por incrível que pareça”, reflete a artista.

Depois de participar do maior evento de quadrinistas e ilustradores do Brasil, a CCXP, Beatriz revela que tem o sonho de escrever um livro da Bia Pof, algo interativo para que as pessoas possam colorir. Além disso, a ilustradora está pensando em abrir uma loja física, em Itu mesmo, para que as pessoas possam ver seu trabalho e um local onde ela possa ministrar aulas de desenho, para atender alguns pedidos que lhe são feitos. “Eu ainda estou amadurecendo as ideias. Eu gosto muito da loja online porque atinjo gente do Brasil todo que nunca atingiria apenas com loja física, mas o contato do meu trabalho com pessoas, fisicamente, seria muito bacana também”, finaliza.

texto e fotos: Gisele Scaravelli