“Porque é primavera”

ivanko80/@Fotoli

A primavera gera um impacto psicológico positivo em nós, atestam os terapeutas

A nova estação chegou e, com ela, um novo ânimo e reflexões sobre recomeços e aquela vontade de sair de casa, cuidar de si e curtir a vida lá fora. Depois do inverno, que propõe hibernação, é hora de curtir a estação mais florida do ano

No dia 22 de setembro teve início a estação mais colorida, mais florida e cheia de promessas de renovação: a primavera! Não só o clima, mas nosso corpo também sente os reflexos dessas mudanças. Segundo estudos, 23% de nosso genoma humano sofre oscilações estacionais. Isso mostra como o ser humano, parte da natureza, está interligado e inserido nessas alterações naturais e muda de acordo com o meio inserido.

A terapeuta floral Fátima Repanas explica que nosso psicológico muda muito com mudança da estação. O bom tempo, por exemplo, gera um impacto psicológico positivo em nós. “Tempo bom traduz aproveitar o dia, mais ânimo para sair, interagir, se exercitar, etc. Além disso, desperta nosso lado criativo. A serotonina aumenta quando a pessoa é exposta à luz solar, ou seja, costumamos ser mais alegres na primavera”, afirma. Essas mudanças refletem também na alimentação, pois buscamos nos alimentar de forma mais saudável e conforme a luz solar aumenta nossos níveis de serotonina, passamos a olhar mais para nós mesmos com um olhar também mais solar. “Saímos de uma estação que nos torna mais carrancudos, como o inverno, e nos tornamos mais sociais, estamos sedentos da interação ao ar livre, como se estivéssemos saindo da hibernação. Essa ansiedade é canalizada, temos menos depressão. Acho que devemos aproveitar a primavera para interagir, criar laços, se apaixonar por um esporte, por alguém; se reapaixonar pela mesma pessoa, enfim, aproveitar o bem-estar da serotonina a mil que o sol primaveril nos traz”, ressalta.

Os cuidados com a pele também são extremamente importantes nessa nova estação, por isso, a dermatologista France Ribeiro alerta que, apesar de ser uma linda estação, a primavera é um período de baixa umidade, maior proliferação de pólen e flores, por isso ela aponta que devemos ter uma prevenção dobrada. “Acredito que a amabilidade está diretamente relacionada à estação das cores, ocorre uma maior vibração, a energia flui e, consequentemente, as pessoas ficam mais felizes. Recomendo uma alimentação adequada balanceada com qualidade, bastante frutas da época, proteínas e hidratação constante. E claro: fotoproteção exaustiva contra raios ultravioleta”, detalha a dermatologista. Cuidados com a pele e a alimentação são primordiais para curtimos a nova estação da melhor maneira possível. “Acredito que a

diversidade das flores da estação e clima favorecem um contato mais íntimo com a natureza e, como consequência, ocorre melhora no humor, disposição para voltar com mais vitalidade a praticar atividades físicas e profissionais”, reflete a nutricionista Cátia G. Gomes de Oliveira e ressalta que seguir uma dieta equilibrada, rica e variada em frutas e verduras é essencial. “A variedade nas cores proporcionará também variedade em antioxidantes como bagas, frutas vermelhas, que são ricas em vitamina C e flavonóides; legumes amarelos, as laranjas e as folhas verdes, ricas em betacaroteno, são importantes para imunidade da pele e das mucosas. Além disso, ingerir pelo menos dois litros de água ao dia é indispensável.”

A psicóloga clínica Daniela Pupo explica que apesar de ser uma estação ligada a recomeços, é importante ter em mente que os recomeços são constantes em nossas vidas, mas essa ideia da nova estação pode influenciar sobre mudanças necessárias na vida de cada um. “Isso gera reflexões para um ‘renascimento’. Sem contar o clima mais ameno e agradável para praticar atividades físicas que são sempre muito importantes não só para a saúde física, mas para a saúde mental e emocional do ser humano”, detalha e explica que a maior presença do verde, das cores e das flores nessa época influencia o humor das pessoas. Daniela aponta que o verde estimula o contato com a natureza, com nossa origem e isso pode trazer momentos agradáveis de percepção de nós mesmos. As cores podem surtir efeitos psicológicos sobre as pessoas e, quando se trata de cores mais vivas, como as presentes nas flores dessa época, são associadas muitas vezes à positividade, energia, acolhimento e harmonia, por exemplo. “A sensibilidade que temos em relação ao clima também é muito influenciadora. A primavera é a passagem do inverno frio e seco para o verão quente e úmido, portanto, é uma espécie de equilíbrio dessas características que, na maioria das vezes, traz uma sensação agradável, causando uma maior disposição para as pessoas”, finaliza.

Cuidando do corpo e da mente, a primavera pode ser a estação mais linda do ano, sempre pensando no mais importante: ser feliz! (texto: Gisele Scaravelli)