Capitólio, o doce mar de Minas

Detalhes do Eco Parque

Localizada entre a Serra da Canastra e o Lago de Furnas, já fazendo parte do Parque Nacional da Serra da Canastra, a cidade mineira de Capitólio possui muitos atrativos naturais. Um lugar fantástico para quem aprecia as belezas da natureza.

É preciso bastante disposição para andar e nadar. Começar a eco aventura pelo Lago de Furnas é a melhor pedida, uma represa com um imenso volume de águas cristalinas. No quilômetro 306 da MG-050, você encontra muitas ofertas de lanchas que o levará ao paraíso. Com uma duração de duas horas e meia, o percurso nos leva a quatro pontos principais e mais bonitos deste lago artificial: a Lagoa Azul, com uma cachoeira com água transparente e gelada, o Vale dos Tucanos, onde é feito uma pausa para banho; a Cascatinha, onde os turistas podem apreciar uma queda d’água e nadar em águas profundas e os Cânions, o cartão-postal da cidade.

Para ver um dos cânions por cima do lago, com uma vista espetacular, basta parar no km 312 da MG 050, caminhar uns 100 metros e voilà! Mas, todo cuidado é pouco. O local não possui nenhuma área de proteção e a altura é assustadora, apesar da incrível beleza.

Outro ponto imperdível de fácil acesso é o Paraíso Perdido. Pertence ao município de São João Batista do Glória, e o acesso se faz também pela MG 050, km 321. O local possui área para camping e um restaurante. Tem uma boa infraestrutura para receber os turistas. Você paga uma taxa para entrar e ter acesso às cachoeiras e às piscinas naturais. As águas são límpidas, cristalinas pela composição dos leitos e margens em pedra São Tomé, a famosa pedra mineira in natura. É preciso tomar muito cuidado ao andar pelas cachoeiras. As pedras são bastantes escorregadias. Aconselho sempre andar de tênis ou calçado especial para caminhadas em pedras e cachoeiras.

Ou ponto forte do passeio é o Eco Parque. O acesso também é pela MG 050, km 314,5. Lá você pode seguir por dois caminhos, um que irá direto para as cachoeiras e outro que beira os cânions do Lago de Furnas, privilegiando uma vista de cima. Na entrada tem um bar que você pode tomar uma cervejinha no final do passeio. Não é bom tomar antes, pois é necessária muita atenção para fazer todo percurso.

Dicas de aventureiros

Ficamos hospedados numa pousada que dá acesso direto à Lagoa Azul. São duas quedas d’água até desembocar na represa de uma beleza incrível, com piscinas naturais, onde se vê muitos peixinhos e girinos. Esse ponto também é acessado pela MG 050, km 311.

Na cidade de Capitólio há uma cervejaria artesanal chamada Scarpas. Vale a pena uma visita.

Na cidade de Piumhi, a uns 20 km de Capitólio, compra-se queijos e doces da região, que são uma delícia!

Esse foi só o começo. Há muito mais coisas para se fazer na região. Trilhas mais longas e cachoeiras enfronhadas nas montanhas, o Balneário Escarpas do Lago, a nascente do rio São Francisco, etc. Voltar é sempre uma deliciosa possibilidade!

texto e fotos: Astrid da Ros