Basquete sobre rodas em Indaiatuba

Jonas Eduardo Paladini, 13 anos, é atleta do Gaadin há oito meses

Em Indaiatuba, time de basquete para cadeirantes busca novos atletas e compartilha experiências de vida entre crianças, jovens e adultos

               O Gaadin (Grupo de Ajuda dos Amigos Deficientes de Indaiatuba) tem como objetivo norteador proporcionar prática esportiva às pessoas com deficiência física. O grupo tem hoje um time principal, que representa a cidade na modalidade “Basquete sobre Rodas”. “Nesse momento, visamos compor uma nova turma, para a formação de um time base, com foco em crianças e adolescentes”, explica a presidente do Grupo, Regina Luciana Ribeiro.

               Fundado há mais de dez anos, o Gaadin surgiu da união de seis amigos cadeirantes para estimular a prática de esportes, eventos sociais, culturais e educacionais a pessoas com necessidades especiais e seus familiares. Entre seus principais projetos estão o “Basquete sobre Rodas”, pautado nos valores do compromisso ético e social, da humanização, valorização e respeito ao esporte. Regina explica que atividades físicas em geral são conhecidas como um dos mais eficientes métodos de reabilitação. “Os esportes podem proporcionar sociabilidade e satisfação emocional, oferecendo novas oportunidades e formas de adaptação”, explica.

               O atleta Jonas Eduardo Paladini conta que além de gostar do basquete, o esporte o ajudou em seu cotidiano. “Consegui ter mais coordenação com os treinos no Gaadin. O Dedé, que é o treinador, e todos os atletas incentivam bastante. Eu amo jogar basquete”. As mudanças foram significantes, e a mãe de Jonas, Ellen Paladini, afirma que desde que começou a praticar o esporte, o menino tornou-se mais independente fisicamente em casa e na escola. Ela conta, com alegria, a crescente melhora no filho e sempre que pode incentiva outras pessoas na mesma situação. “Ele faz coisas simples para nós, mas que não conseguia como tomar banho sozinho, entrar e sair do carro e locomover a cadeira de rodas com mais facilidade. Ele se tornou independente na escola, melhorou muito no aprendizado e passou a ter mais concentração nos estudos. Foi uma das melhores coisas que pôde acontecer. Somos gratos por ter agregado tanto à vida do Jonas, e na nossa. Esperamos que muitos outros jovens, crianças e adultos possam conhecer o basquete e o Gaadin”, ressalta Ellen.

               O esporte faz com que a endorfina, hormônio que proporciona a sensação de bem estar, seja liberada e auxilie no estado cognitivo do praticante, além de promover sociabilidade por meio do trabalho em equipe, fazendo com o que o atleta recupere a autoconfiança.

O time de “Basquete sobre Rodas” do Gaadin

O time de “Basquete sobre Rodas” do Gaadin

COMO PARTICIPAR

               Se você quer participar ou conhece alguém que gostaria de participar do “Basquete sobre Rodas”, entre em contato com o Gaadin na rua Helena Tomasi, 53 – Jardim Rêmulo Zoppi, Indaiatuba. O telefone é o (19) 3329-0018 ou pelo e-mail gaadin@gmail.com .

 texto Gisele Scaravelli

 fotos: Divulgação