Matheus Braga, o reizinho dos musicais

Matheus faz sucesso nos musicais da Broadway no Brasil

Com apenas dez anos, o ator brilha em grandes musicais da Broadway no Brasil

Aos dez anos, Matheus Braga tem um currículo de causar inveja a muitos artistas adultos. Aos três anos, ele já atuava em diversas campanhas publicitárias. Gostou tanto que pediu aos pais para continuar e não parou mais, já que pra ele trabalho é sinônimo de diversão!

Hoje, o garoto já soma mais de 400 comerciais e diversas peças de teatro, principalmente musicais. Sim, ele atua, dança e canta. O astro-mirim é quem interpreta com segurança o jovem Simba no musical “O Rei Leão”, um dos maiores sucessos da Broadway em versão brasileira. Antes, ele esteve em outros espetáculos: “Miss Saigon”, “O Rei e Eu”, “Evita” e “O Violinista no Telhado”. Para viver Simba nos palcos, a tarefa exigiu dedicação do pequeno profissional. Ele teve aulas de canto lírico e popular, violão, piano, violino, sapateado e o acompanhamento de uma coach e fisiologista vocal. Seu maior sonho hoje é atuar numa novela, mas com talento de sobra, não vai demorar muito para Matheus entrar pelas portas da frente do Projac, na Rede Globo.

E se você pensa que a vida desse garotinho se resume a palcos, escolas e estúdios está inteiramente enganado. Ele adora esportes, pratica futebol, natação, judô e leva uma vida divertida como a maioria dos meninos de sua idade. Nesta entrevista exclusiva que concedeu à Revista Regional, ao lado da mãe, Priscila, Matheus fala sobre a diversão de atuar, a emoção em participar do DVD de 30 anos de carreira do cantor Daniel (ele interpreta o astro sertanejo quando menino) e de seus sonhos.

Revista Regional: Musical é uma escola bem diferente da qual os atores brasileiros estão acostumados. Como é, aos dez anos, já ter participado de tantos trabalhos desse gênero?

Matheus Braga: Acho que tudo que eu fiz até hoje foi uma sequência de muita “sorte”, aliado a muito estudo. Sempre me preparo para os meus trabalhos muito tempo antes, logo que fico sabendo eu já começo a me preparar. Então, tudo foi acontecendo naturalmente.

Como e quando surgiu esse interesse pela música e pelo teatro?

Tudo começou quando eu tinha três anos e meio. Meus pais me levaram a uma agência, logo no primeiro teste eu já peguei um trabalho, que era umas fotos para um editorial de moda para o jornal Folha de S. Paulo. Daí em diante foi tudo acontecendo, meus pais começaram a ver meu interesse, e logo foram me dando todo o respaldo. Comecei a participar do grupo Trovadores Mirins, onde fazemos até hoje serenatas, e vieram as aulas de piano, violão, violino, canto popular, lírico, etc. A partir daí começaram a aparecer as oportunidades, o canto, teatro, etc.

Dos musicais em que já atuou, qual o preferido? E aquele que mais exigiu de você?

Todos eles foram e são especiais, cada um em seu tempo. O que mais exigiu a preparação foi o musical O Rei Leão, pois comecei a me preparar seis meses antes da primeira audição, que demorou meses…

 

Atualmente, o garoto estrela O Rei Leão, interpretando Simba quando criança

“O Rei Leão”, por ser uma história considerada infantil, tem alguma vantagem ou preferência?

Acho que não! Na verdade, a história do Rei Leão não é infantil. Só sei que é lindo interpretar o jovem Simba.

Além do teatro, você já estrelou centenas de comerciais. Sabe quantos são?

Acho que algo em torno de 400 campanhas publicitárias! Tenho muitas delas na minha página pessoal (na internet: www.matheusbraga.com.br).

Qual deles foi o mais divertido?

Acho que todos! Não tem um especifico porque sempre me diverti fazendo isso!

E na TV, surgiu algum convite especial?

Fiz vários testes, sempre fico na final, quase em todos, mas uma hora vai dar certo, pois quero muito fazer novelas!

Recentemente, você participou do DVD do cantor Daniel. Como é estar ao lado de um astro da música nacional com tanta experiência?

Nossa, foi muito emocionante! O Daniel é um cara muito legal, alegre, gente boa… Enfim, cheio de coisas boas. Tudo isso pode ser conferido no “DVD: Daniel – 30 anos, O Musical”.

Você está no mundo artístico desde os três aninhos, como é lidar com a fama tão cedo? Mudou alguma coisa na rua, na escola, no clube?

Acho que é tranquilo, até porque eu procuro dar o mesmo carinho para as pessoas que admiram meus trabalhos. Acho que não mudou nada! Procuro ser a mesma pessoa!

Além dos trabalhos e da escola, sobra tempo para brincar? Quais brincadeiras você mais gosta?

Sim, sobra muito tempo. Eu frequento a Academia Companhia Athética Kansas há mais de quatro anos, lá me divirto muito, faço aulas de natação, surfe, capoeira, futebol, iniciação esportiva, judô, entre outras brincadeiras recreativas. Também brinco com os amigos da escola, é tudo muito normal!

Muitas crianças que atuam depois de adultas optam por outras profissões diferentes. Você já pensou no que quer ser quando crescer e por que?

Cantor e ator! É isso que eu quero e tudo está caminhando para isso.

MAIS DE MATHEUS BRAGA

Além dos cerca de 400 comerciais, Matheus fez seu primeiro musical em 2007. Depois disso, não deixou mais o teatro.

– 2007 – “Miss Saigon”, onde interpretou o garoto Tam;

– em 2010 integrou o elenco de “O Rei e Eu”;

– um ano depois já estava fazendo “Evita”;

– na sequência, foi o violinista em “Um Violinista No Telhado”;

– e desde março deste ano reina como o pequeno Simba no musical da Broadway, “O Rei Leão”.

– seu filme predileto é Harry Potter;

– já os personagens preferidos são os atuais Simba e o cantor Daniel quando criança;

– para ele, fazer teatro é “alegria”;

– uma frase: “Estudar sempre”.

entrevista e texto: Renato Lima

fotos: Arquivo pessoal