Jeito caipira – Almir Sater

Considerado um dos maiores compositores do Brasil, ALMIR SATER tem a paixão pela terra correndo como sangue em suas veias. Um poeta que traz em suas composições um pouco das belezas do Brasil e da gente brasileira, principalmente de Mato Grosso do Sul, sua terra natal. Almir nasceu em Campo Grande, em 1956, mas seu contato com a cidade grande veio muitos anos depois, quando, já adulto, foi para o Rio de Janeiro, estudar Direito. Em menos de três anos, Almir descobriu que, definitivamente não seria um advogado. Na solidão que a cidade grande lhe impôs, descobriu na viola sua grande amiga e companheira, dedicando-se completamente ao instrumento. Um dia por acaso, passando pelo Largo do Machado, reduto nordestino do Rio de Janeiro, Almir, ao ouvir as duplas regionalistas que se apresentavam, percebeu o que realmente importava na sua vida; não teve outra atitude, a não ser voltar para Campo Grande. O contato com a gente da terra favoreceu a pesquisa de novos ritmos, novos sons da viola. Almir tornou-se um dos responsáveis pelo resgate da viola de dez cordas, mais conhecida como viola caipira, base de criação da música caipira. Suas composições refletem o popular e o erudito de maneira ímpar, como jamais se ouviu na MPB. Sua produção é intensa e apaixonada. A música flui de dentro do coração, do interior da alma. Mesmo tendo chegado a excelência técnica, Almir é um dos poucos que não deixou a emoção de lado. Por isso, o público, ao sair dos shows, tem a impressão de ter estado na sala de visitas do cantor, completamente à vontade. O cantor e compositor também fez novelas, atuou em Pantanal, Ana Raio e Zé Trovão, O Rei do Gado e Bicho do Mato. Os fãs de Almir Sater poderão vê-lo aqui na região no próximo dia 23 de março, às 21h, no Ciaei, em Indaiatuba, numa produção local da GT Produções com apoio cultural da Revista Regional.

foto: Divulgação

MAIS: Os ingressos podem ser adquiridos na Laselva de Indaiatuba,  pelo site www.teatrogt.com.br ou pelo telefone (11) 3030-9544.