2011: O que será o amanhã?

Cartas do tarô indicam ano de muito trabalho e prosperidade

Mais um ano se inicia com a expectativa de que tudo será melhor e de que dias mais prósperos virão. Todos buscam fazer planos, promessas e traçar objetivos para o novo ciclo de suas vidas. Mas como saber o que nos espera e que tipo de atitude tomar para permanecermos em harmonia com o universo? Na tentativa de encontrar uma resposta, a reportagem da RR buscou a opinião de uma especialista, que dá as projeções para 2011.

A taróloga Dhelba Alliegro, que atende no Espaço Holístico do Ser, em Indaiatuba, adianta que a carta regente para este ano no tarô é o Imperador. “A relação desta carta é com o intelecto e a razão, que é colocada como capacidade puramente intelectual para se conseguir o conhecimento verdadeiro da natureza, da sociedade e da história. E isso é considerado algo positivo, reflete progresso”, revela. Para quem não conhece, o Imperador denota os interesses materiais em primeiro plano, expressando uma fase de muito trabalho e dedicação.

Basicamente, segundo a taróloga, 2011 começa com um convite a construir algo no mundo, a se tomar posse de nós mesmos e nos ordenarmos no sentido da vontade e do poder. Essa carta permite a oportunidade de concretizar todos os anseios e assegurar aquilo que já se tem, dando continuidade ao que se apresenta de positivo nas nossas vidas. “Para tanto, é necessário muito esforço, domínio das ideias e da prática conjuntamente, saber usar a autoridade que carregamos dentro de nós e, sobretudo, levantar a bandeira da disciplina e da organização”, ensina a especialista.

E a numerologia só confirma as projeções do tarô. Dhelba Alliegro também explica que 2011 é representado pelo número 4 nesta ciência. “O 4 tem a energia da construção de uma base sólida para ajudar a estruturar nossa vida como um todo. Isso requer organização em todos os setores: material, profissional e pessoal. Portanto, é hora de organizar o lar, o escritório, o comércio, a vida afetiva e tudo mais”, aconselha. No que diz respeito ao plano material, a palavra ideal é economia. Ela menciona que pode ser favorável fazer um planejamento, estabelecendo metas para conseguir resultados efetivos rapidamente.

Além disso, tudo indica que 2011 pede ação. Por esse motivo, é bom se empenhar com paciência e perseverança. “Aprenda a encarar a realidade e esforce-se por raciocinar de modo sadio e prático”. De acordo com a especialista, é preciso aprender a encarar a realidade e se esforçar para raciocinar de modo prático e sadio. “Em algumas pessoas, poderá ser comum a sensação de que as suas vidas estão ‘amarradas’ e que, apesar de toda dedicação ao trabalho, a vida material não estará bem do ponto de vista da prosperidade”, acredita. E exatamente por isso é preciso exercitar a paciência. Os resultados não serão imediatos, será necessário semear e esperar até que chegue a hora da colheita.

Dhelba ainda complementa que este não é um ano para se arriscar economicamente. Os investimentos deverão ser feitos com visão para o futuro, com preparação, através de um bom curso, melhorando as condições do seu lugar de trabalho. Atenção é outra palavra-chave para 2011. Não se deve permitir que as atividades sociais interfiram na vida profissional, pois o descuido das obrigações poderá causar muitas decepções. Em suma, este será um ano forte, com muitas energias, que às vezes podem trazer até um pouco de pessimismo e frustrações. Portanto será crucial cuidar das emoções. “Esse é o momento de investir em si próprio, estudar, cuidar da saúde, plantar sementes”, conclui a entrevistada.

texto: Caroline Rizzi