Porto, o melhor destino europeu em 2017

Segunda principal cidade portuguesa foi eleita novamente como o Melhor Destino Europeu em 2017 e tem tudo para repetir a dose este ano

            Ir a Portugal e não visitar o Porto, no norte do país, é o mesmo que ir a Paris e não ver a Torre Eiffel. Quem pretende passar mais do que uma semana no país, vale muito a pena alugar um carro ou ir de trem de Lisboa até lá, afinal, a cidade foi eleita novamente como o Melhor Destino Europeu de 2017. A Invicta, como é chamada, é um charme com suas vielas e seu cais da Ribeira do Rio Douro, um dos postais mais conhecidos do país, e seus encantos culturais e gastronômicos, como o tradicional vinho. É no cais que acontece a ferveção de turistas e descolados da cidade.

Embora menor do que Lisboa, Porto tem incontáveis monumentos e pontos turísticos, principalmente igrejas, todas belíssimas, como a Sé e a Igreja de São Francisco, algumas com paredes revestidas de azulejos em sua fachada. Outros destaques são a Torre e a Igreja dos Clérigos; a Ponte Dom Luís I, na Ribeira do Rio Douro; o famoso Café Majestic; a Livraria Lello (que inspirou os livros Harry Potter); a Praça da Liberdade; o Mercado Bom Sucesso; entre tantos outros.

Para quem vai de Lisboa ao Porto de carro, o caminho reserva inúmeros destinos imperdíveis, como Sintra, com seu estilo medieval, castelos e antigos palácios; Fátima, com o Santuário de Nossa Senhora, cuja aparição completou um século em 2017; Coimbra, com sua histórica universidade e seu belo casario, além da maravilhosa catedral; Óbidos, um vilarejo com muralhas medievais; entre outros.

Você vai se sentir pequeno diante de tanta diversidade e se perguntar como pode tanta coisa caber num país tão pequeno? Isso porque não citei aqui outras importantes e ricas regiões, como o Alentejo e o Algarve. Com essas duas reportagens sobre Portugal, iniciadas na edição de dezembro, é possível entender porque a terrinha virou o destino preferido do mundo todo em 2017. É como se, séculos depois da Era dos Descobrimentos ou das Grandes Navegações, o caminho se invertesse, e o mundo passasse a descobrir Portugal!

O que ver no Porto

Rio Douro:

Esse não é necessariamente um ponto turístico de Porto, mas é um símbolo da cidade que tem muita história. O Douro nasce na Espanha e atravessa o norte de Portugal até desembocar no mar. Ele é o terceiro rio mais extenso da Península Ibérica. A Unesco inclui a região do Douro como Patrimônio da Humanidade, como paisagem cultural. Além de ser um rio muito importante para Portugal e Espanha, é uma marca da paisagem da cidade do Porto. Na Ribeira, há vários passeios de barco pelo Rio Douro, o que garante uma paisagem linda e agradável da cidade.

Ponte D. Luís:

Ela é só uma das pontes que liga as duas margens do Rio Douro, mas, pelos menos para os portugueses, costuma ser a preferida de todas. Ela tem uma estrutura metálica e foi construída em 1881, fazendo a ligação entre Porto e Vila Nova de Gaia. Ela substituiu uma ponto pênsil que havia no mesmo lugar, pelo mesmo construtor que ajudou Gustave Eiffel na construção de outra ponte do Porto, a Ponte Maria Pia, ferroviária. O verdadeiro nome da ponte é Luís I, mas reza a lenda que devido à ausência do rei D. Luís I na inauguração, a população decidiu tirar o ‘’dom’’ do nome. No entanto, todos a conhecem pela Ponte D. Luís. Hoje em dia, ela ponte tem dois andares, o superior serve uma linha do metrô e o inferior serve para carros e pedestres.

Livraria Lello:

É a livraria mais conhecida de Portugal e por muitos destacada como a melhor do mundo. A Livraria Lello é um dos edifícios mais emblemáticos do neogótico português, a fachada possui um arco com entrada central e duas vitrines laterais. No seu interior, as escadarias são muito conhecidas por terem servido de inspiração aos livros do Harry Potter, uma vez que a autora J.K. Rowling morou na cidade do Porto.

Torre dos Clérigos:

É o monumento mais alto do Porto, um patrimônio tombado pela Unesco, fazendo parte da Igreja dos Clérigos. Ela é um dos símbolos mais importantes da cidade, possui função religiosa e cultural. 

CONFIRA ABAIXO A GALERIA DE FOTOS DA VIAGEM

texto: Renato Lima

fotos: Renato Lima e Zeca Almeida

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *